Acer buergerianum



Acer Buergerianum (Acer Tridente)

Originário da China.
Deve o nome ao senhor Heinrich Buerger, colector no Japão para o governo holandês e ao latino acer
que quer dizer duro, devido à rigidez da sua madeira.

Na natureza o Acer Buergerianum alcança 10 a 15 metros de

altura.


Casca cinzenta lisa com ligeiras manchas alaranjadas.

Folhas trilobadas com 3 veias bem delimitadas em cada lóbulo. Magnífica cor amarela dourado no
outono.

Frutos com asas, de 1.5 cm a 2.5 cm, verde a vermelho acastanhado quando maduros.
Multiplicação por sementeira, estacas ou enxertos
Proteger do frio com temperatura negativa (a partir de - 5ºC) e nunca deixar as raízes alagadas
 (podem apodrecer), somente manter humidade mínima.
Cuidado com as queimaduras solares, convém proteger do sol no verão pelo menos nas horas
mais quentes.
Transplante do bonsai acer buergerianum:
a cada dois anos com uma mistura de Akadama Hard Quality (2/3) e Kanuma selected (1/3).


Alguns dos bonsais buergerianum mais conhecidos:
Acer buergerianum Koshi miyasama, folha verde no verão e vermelho brilhante no outono.

Acer buergerianum goshiki kosode, folha rosa-alaranjada na primavera e amarelo laranja avermelhado
no outono.
Acer buergerianum Hanachiru sato, com folha rosa pálido na primavera e vermelho no outono.

Acer buergerianum Hime kaede, folha bronze esverdeado, vermelho alaranjado em fim de estação.
Acer buergerianum Joroku aka me, folha verde azeitona na primavera e amarelo alaranjado no outono.
Acer buergerianum Kifu nishiki, folha verde escuro no início e vermelho alaranjado no outono.

Acer buergerianum Goshiki kaede, folha verde claro misturado com rosa na primavera e amarelo
alaranjado vermelho no outono.
Acer buergerianum Mino yatsubusa, verde escuro com tonalidade de cobre no outono. Folha comprida.

Acer buergerianum Mitsuba to kaede, folha verde brilhante no início e amarelo vif no outono.



Porquê regar o bonsai?
A água é essencial para qualquer tipo de vida.

As plantas que vivem em vaso dependem de nós para crescer. As raízes precisam de água e de ar 
e por isso é indispensável deixar secar o substrato entre cada rega.
A chave: frequência e qualidade.
Quando regar?
O número de vezes que devemos regas dependerá do tipo de bonsai, da qualidade do substrato, 
da intensidade do sol que a planta recebe, etc.
Por norma só regamos quando a terra a superfície começar a secar, (nota-se pela cor mais pálida 
do substrato).

Como regar?
1. Regador especial bonsai
Utilizamos um regador de ralo fino, sempre virado para cima, e regamos abundantemente mas
lentamente para deixar tempo à água de penetrar no substrato, até sair pelos furos do vaso.

Convém sempre regar o tronco e as folhas como se da chuva se tratava.
2. Por imersão
Consista em introduzir o bonsai juntamente com o vaso num recipiente com água durante quatro a
cinco minutos, até não fazer mais bolhas de ar.
O nível de água deve passar por cima do torrão do bonsai.
Sistema muito eficaz e muito prático para iniciante mas tem o inconveniente de"lavar" os sais 
minerais e desperdiçar muita terra.


Qual água utilizar para regar o bonsai acer buergerianum?
O ideal é água da chuva que apresenta as melhores qualidades naturais e de fonte que é também 
muito apreciável.

A água da companhia necessita descansar durante pelo menos 24 horas para deixar evaporar o 
cloro.



Em conclusão:

O bonsai acer buergerianum é uma árvore de crescimento rápido e com folha caduca.


É muito apreciado pela sua folha, pequena e com très "dentes", daí ser mais conhecido pelo nome 
de acer tridente, folha com espectaculares tonalidades no outono que vão do amarelo passando pelo 
alaranjado, vermelho, bronze, cobre ...



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Bonsai doente

Ferramenta para bonsais

Rega do bonsai

acido sulfúrico

Punica Granatum Nana em bonsai

olea europaea